quinta-feira, maio 11, 2006

PROMISCUIDADE - 2


A Câmara de Oeiras, com os votos favoráveis do PS e do agrupamento que apoiou Isaltino (Isaltino, Oeiras mais à Frente), aprovou um projecto de loteamento que viola o PDM, segundo a associação ambientalista Olho Vivo.
Este loteamento, situado no Alto da Terrugem, Paço d'Arcos, ocupa uma área classificada como Espaço Natural e de Protecção, ocupando, em três dos oito lotes que prevê construir, o referido espaço. Segundo Filipe Pedrosa, da citada associação ambientalista, o projecto foi aprovado com base num estudo urbanístico que não está aprovado, não foi a discussão pública nem foi verificado pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional. O loteamento, com uma área de 7020 metros quadrados, prevê na totalidade 56 lotes, nos quais estão incluídos os oito do projecto no Alto da Terrugem.
De realçar que os terrenos do Alto da Terrugem são propriedade da médica e empresária Maria L. B. Fernandes, mãe de Luís B. Fernandes - o arquitecto que há cerca de dez anos dirige, por nomeação de Isaltino, o Departamento de Planeamento e Gestão Urbanística da Câmara de Oeiras.
Para além disso, este arquitecto é casado com uma engenheira química que em 1994 fundou a Axonométrica, uma empresa de arquitectura que desenvolve a sua actividade no concelho de Oeiras e que teve uma intervenção importante na aprovação dos projectos de dois edifícios construídos por uma empresa acusada pelo Ministério Público de corromper Isaltino.
Segundo essa acusação, a Turcongel construiu no Algarve, em 1994, uma moradia para o autarca a troco da aprovação ilegal dos dois prédios que queria fazer em Oeiras. A maior parte dos projectos destes edifícios foi feita pela Axonométrica, tendo muitos deles a assinatura da mulher do arquitecto da câmara. Contrariando a legislação em vigor, o actual director de departamento participou então na aprovação desses projectos.

Recolhidos ao acaso, no mesmo jornal (Público), este caso e o do anterior post são paradigmáticos do momento que se vive, em que tudo parece valer, sempre à procura do maior lucro, numa insaciabilidade que não respeita nada nem ninguém.
Posted by Picasa

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home