segunda-feira, março 13, 2006

"O NEGÓCIO É O ROUBO AUTORIZADO"

Bastas vezes ouvi o saudoso amigo Pirão usar esta expressão quando se referia ao comportamento de determinados comerciantes. Manifestava o seu descontentamento contra as margens de lucro que considerava exorbitantes e contra o facto de muitos produtos serem desposados de alguns gramas no seu peso.
Ao lembrá-lo, hoje, não me pretendo referir a essas acções mas a outro tipo de roubo que muitos comerciantes cometem e que tem a ver com as transacções com dinheiro.
Se temos o azar de não fazer o pagamento com a quantia exacta, é certo e sabido que as probabilidades de sermos enganados são assustadoras. Ainda ontem tal me aconteceu. Porque tenho o hábito de conferir o troco, verifiquei que estava novamente a ser enganado.
Curioso é o facto de, postos perante o protesto do cliente, os comerciantes devolverem de imediato a quantia em falta, dando perfeitamente a entender que sabem o que fizeram.
"Ah, enganei-me", é o que nos dizem - quase empre sem a apresentação das necessárias desculpas - e eu, que umas vezes me calo, noutras não deixo de os lembrar de que "o engano é sempre contra os mesmos".
Cansado destes procedimentos, não posso calar a minha revolta, pensando em tantas pessoas que, acreditando na boa-fé destes senhores, pelos mesmos são enganadas.
Claro que sei que os maiores roubos são cometidos por outra gente - esses não correm nenhuns riscos e até somos nós que lhes damos o dinheiro - mas enquanto não tivermos a capacidade de atirar esses para o caixote do lixo da história, não permitamos que estes oportunistas roubem a seu bel-prazer.


 Posted by Picasa

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home