quarta-feira, dezembro 07, 2005

SE ESTE MUNDO É BOM...

... ENTÃO EU NÃO PRESTO (*)
.

José Ferreira Fernandes, no Correio da Manhã
de hoje:
.
BOM-DIA INDIFERENÇA
.
«Ontem, na Marquês de Tomar, rua central de Lisboa, caí. Tenho uma cara lavada, visto limpo e discreto. E tenho cabelos brancos (garantia que não arranjo numa carteira e fujo). Foi esse tipo não assustador que caiu desamparado, às 3 da tarde. Óculos partidos, telemóvel perdido e um lanho no rosto que ia pedir vários pontos e me pôs com as mãos e a cara cheias de sangue. Eu ia sozinho e era dia. Sou um homem calmo e não gritei. Não era, pois, uma zaragata. Mas as pessoas fingiram não me ver. Ora, eu precisava delas. Eu soube ir pelo meu pé à farmácia e ao Hospital Particular onde toda a gente foi gentil e profissional. Mas eu precisava era que um desconhecido me tivesse dito: "Quer ajuda?" Para eu dizer: "Não, obrigado." Assim, estou preocupado. E não é comigo.»
.
(*) J. S.

1 Comments:

At 11:50, Blogger segurademim said...

Não é habitual uma situação como a descrita... em Lisboa? até me custa a acreditar!!

Beijo :)

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home