sexta-feira, novembro 25, 2005

O FIM DE ABRIL

VERDADES E MENTIRAS


Na passagem dos 30 anos do 25 de Novembro, lamentam alguns analistas que «a data não seja comemorada com maior solenidade». Sabedor dos interesses que defendem, compreendo-os perfeitamente.
Dizem mais: «que o 25 de Novembro veio repor o 25 de Abril verdadeiro.»
Porque a grande maioria destes analistas foi vivencial do 25 de Abril, e do 25 de Novembro, e porque, tal como eu, estão vendo a situação - económica, social, política - que estamos vivendo, pergunto: é de boa-fé que afirmam que o 25 de Novembro veio repor o 25 de Abril?
Para mim, que já tinha alguns Invernos no 25 de Abril, que observo a «evolução» do pós 25 de Novembro, não tenho dúvidas: ABRIL ACABOU EM NOVEMBRO! Por isso, como nos diz hoje num seu post o amigo Evaristo, do Abrangente, companheiro das tertúlias da Barra, também não encontro razões para comemorar o 25 de Novembro.

2 Comments:

At 22:33, Blogger Armando S. Sousa said...

O 25 de Novembro é um facto histórico, a partir daí poderemos sempre meter mais ou menos alma quando falamos dele, mas na essência nunca deixará de ser apenas um simples, e nunca grande, acontecimento com as suas vicissitudes.
Um abraço.

 
At 19:15, Blogger Evaristo said...

Eu continuo a preferir Abril. O que veio depois, é uma imitação, sem alma nem côr: é cinzentão.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home