terça-feira, novembro 29, 2005

METROPOLITANO DE LISBOA. DESVIO DO PREÇO PREVISTO/PREÇO FINAL DE 60 POR CENTO...

...FORAM OS OUTROS!

(Clicar na imagem para aumentar.)
.
Segundo o Tribunal de Contas, houve um desvio de 60 por cento entre o preço previsto e o preço final nas contas das obras da extensão do Campo Grande a Odivelas (linha amarela) do metropolitano de Lisboa.
Auscultada a actual administração do Metro, veio a mesma dizer que «A CULPA É DOS OUTROS, DA ANTERIOR ADMINISTRAÇÃO».
Nada originais, estes senhores. Então não é esta a desculpa que todos apresentam, desde as administrações das empresas aos governos? Original seria que finalmente estas pessoas passassem a ser condenadas - administrações e governos - por gestão danosa, devendo os tribunais condená-las devidamente - com penas de prisão e obrigação de reporem o dinheiro de todos nós. Enquanto tal se não fizer, é a derrapagem dos dinheiros públicos que vemos todos os dias, optando-se pelo mais fácil: punem-se os que não têm responsabilidades [como dizia o meu amigo César Charrua: "quanto todos pagam nada é caro"...], tornando as vidas destas pessoas cada vez mais difíceis e permitindo que os responsáveis se passeiem por aí impunemente, uns, administradores, são nomeados para outras empresas; outros, os governos, depois de uma passagem breve pelo deserto, voltam aos executivos (alguns), enquanto outros têm o seu lugar garantido nas administrações das empresas (exemplos são mais do que muitos).
Não sei de quem é a culpa desta derrapagem do Metro, se da anterior se desta administração, o que sei (ver diagrama) é que a estação imediatamente antes de Odivelas tem o sugestivo nome de Senhor Roubado. Terá o seu nome servido de musa inspiradora desta triste situação?...

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home