terça-feira, novembro 08, 2005

DIÁLOGO ENTRE UM PADRE E UM MORIBUNDO


Padre. - Quem poderá jamais penetrar os desígnios imensos e infinitos de Deus sobre o homem, e quem é que pode compreender tudo o que nos rodeia?

Moribundo. - Aquele que simplifica as coisas, meu amigo, sobretudo aquele que não multiplica as causas, para melhor emaranhar os efeitos. Para que arranjas tu uma segunda dificuldade quando não podes explicar a primeira? Uma vez que é possível que a natureza, só ela, tenha feito tudo o que atribuis ao teu deus, por que queres tu procurar-lhe um ordenador? A causa do que tu não compreendes é talvez a coisa mais simples deste mundo. Aperfeiçoa a tua física, e compreenderás melhor a natureza, depura os teus sentidos, e não mais precisarás do teu deus.

1 Comments:

At 11:01, Blogger segurademim said...

... mas as pessoas cada vez mais precisam dos seus deuses!! como aguentar com uma realidade tão difícil? desde logo, que se nasce para morrer?...
no percurso, há o presente; e o presente de muitos, é muito duro!! insuportável!!
Voltando ao post, mas que padre incompetente!! :)

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home