sábado, novembro 05, 2005

AGOSTINHO DA SILVA (1906-1994)

O INCONFORMISMO DO PENSADOR

«Meu caro amigo:

Do que você precisa, acima de tudo, é de se não lembrar do que eu lhe disse; nunca pense por mim; pense sempre por você; fique certo de que mais valem todos os erros se forem cometidos segundo o que pensou e decidiu do que todos os acertos, se eles forem meus, não seus. Se o criador o tivesse querido juntar a mim não teríamos talvez dois corpos ou duas cabeças bem distintas. Os meus conselhos devem servir para que você se lhes oponha. É possível que depois da oposição venha a pensar o mesmo que eu; mas nessa altura já o pensamento lhe pertence. São meus discípulos, se alguns tenho, os que estão contra mim; porque esses guardaram no fundo da alma a força que verdadeiramente me anima e que mais desejaria transmitir-lhes: a de se não conformarem.»

2 Comments:

At 09:07, Blogger segurademim said...

... que saudades do Agostinho da Silva!! tão desafiante, com ideias e interpretações sobre o real tão diferentese nada convencionais!
Como gostaria de o ouvir hoje a falar sobre o momento actual!

Eu não me conformo... mas continuo a pensar, a errar e sobretudo a sorrir!!

 
At 11:23, Blogger legivel said...

O conformismo grassa entre nós e de que maneira!
Rebatessemos ideias, não encolhessemos os ombros ou não aceitássemos tudo o que nos "ofercido de bandeja", outro galo cantaria...

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home